Site Overlay

Acionistas do Santander vão receber ações da Getnet; entenda o motivo

O Santander Brasil (SANB11) anunciou nesta terça-feira que as ações ordinárias, preferenciais e as units da Getnet Brasil, empresa de soluções de pagamentos da qual o banco detém 100% de participação, devem começar a ser negociadas na B3 no próximo dia 18, com os tickers GETT3, GETT4 e GETT11, respectivamente.

Já as ADSs da Getnet, que são os recibos de ações da empresa negociados na Nasdaq, nos Estados Unidos, ficam disponíveis a partir do dia 22 de outubro, com o ticker GET.

A inclusão da credenciadora no mercado financeiro ocorre após a decisão de separação das ações da Getnet detidas pelo Santander. A operação foi aprovada em março em assembleias gerais de acionistas.

Em fato relevante divulgado no ano passado, o Santander informou que o objetivo da cisão é “possibilitar que a Getnet possa explorar o pleno potencial dos seus negócios, como parte da estratégia do Grupo Santander de concentrar os negócios de tecnologia e meios de pagamento do grupo na PagoNxt, uma nova plataforma global de meios de pagamento focada em tecnologia”.

Com a cisão, a Getnet será, como o Santander Brasil é hoje, controlada pelo Banco Santander Espanha, segundo o banco.

Como ficam as ações?

Os investidores que em 15 de outubro de 2021 tiverem papéis do Santander Brasil irão receber ações da GetNet.

Na prática, quem tiver 1 ação da institução (ordinária, preferencial ou unit), por exemplo, irá receber 0,25 em ação da Getnet. A partir de 18 de outubro de 2021, os papéis passam a ser negociados sem direito ao recebimento dos papéis da empresa de soluções de pagamento.

Quem tem recibos do Santander Brasil em Nova York irá receber 0,125 de papel da Getnet por cada unit que detém na instituição financeira lá fora. A partir de 22 de outubro de 2021, os ADSs do Santander Brasil serão negociados sem direito ao recebimento.