Site Overlay

Lojas Americanas: acionistas terão até 12 de julho para retirada de ações

Acionistas da Lojas Americanas (LAME3) que não concordaram com a fusão com a B2W (BTWO3) terão até o próximo dia 12 de julho para exercer o direito de retirada dos papéis. Para isso, eles precisarão comprovar posição acionária desde 28 de abril. Não haverá esse direito para ações preferenciais (LAME4).

direito de retirada acontece quando o acionista não aceita certas decisões tomadas em assembleia da empresa e prefere receber o valor das ações de sua propriedade.

Em abril, Lojas Americanas e B2W aprovaram a fusão das operações das duas companhias. A operação abre caminho para uma eventual listagem do grupo nos Estados Unidos, segundo documentos das companhias.

A partir do dia 19 de julho, as ações da B2W, que passa a ser americanas s.a., passarão a ser negociadas sob o ticker AMER3 e sem o direito de retirada. Com isso, nesta mesma data, as ações da Lojas Americanas passarão a ser negociadas ex-cisão em papéis da B2W.

A Americanas pagará R$ 3,33 por ação ordinária aos acionistas que exercerem o direito, considerando o valor do patrimônio líquido da ação. As novas ações da B2W, emitidas em decorrência da incorporação da parcela da Lojas Americanas, serão creditadas no dia 21 de julho para aos acionistas de LAME4.

Veja também