Site Overlay

Lucro dos grandes bancos sobe 35,2% no 1º trimestre e chega a R$ 18,6 bilhões

Um levantamento feito pela Economatica Brasil apontou que o lucro líquido consolidado pelos quatro maiores bancos brasileiros foi de R$ 18,6 bilhões, um crescimento de 35,2% se comparado com o mesmo período em 2020.

Este foi o segundo maior lucro consolidado das instituições financeiras desde o início da série em 2009. Já o maior lucro para um trimestre ocorreu em 2019 quando o consolidado dos bancos chegou a R$ 19,9 bilhões.

O maior lucro no primeiro trimestre de 2021 foi do Bradesco (BBDC4) na ordem de R$ 6,153 bilhões, seguido pelo Itaú Unibanco (ITUB4) que lucrou R$ 5,414 bilhões. Na terceira e quarta posição estão o Banco do Brasil (BBAS3) e o Santander (SANB11) que lucraram R$ 4,226 bilhões e R$ 2,816 bilhões, respectivamente.

Queda na provisão para calote

Em sua maioria, o lucro dos bancos foi beneficiado com a queda de provisões para devedores duvidosos (PDD). Segundo o levantamento da Economatica, no 1º trimestre de 2021 este provisionamento somou R$ 13,8 bilhões, uma queda de 51,1% em relação ao mesmo período em 2020.

Entre as instituições financeiras que fizeram a redução das provisões neste trimestre com relação ao 4º trimestre de 2020 estão o Itaú Unibanco que fez um corte de R$ 4,943 bilhões para R$ 2,396 bilhões. E o Banco do Brasil que reduziu de R$ 6,700 bilhões para R$ 3,410 bilhões, enquanto Santander e Bradesco aumentaram as PDD no período.

Valor de mercado e ações

Apesar do lucro expressivo, os bancos não apresentaram ganhos neste ano na bolsa de valores. Segundo dados da Economatica, até o fechamento de 6 de maio, todas as ações de bancos tinham retornos negativos.

As ações do Bradesco (BBDC4;BBDC3) acumulavam perdas de 2,43% e 5%, respectivamente, enquanto os papéis do Banco do Brasil (BBAS3) recuavam 23,19%.

As ações ordinárias do Itaú (ITUB3) tiveram queda de 12,04%, e as preferenciais (ITUB4) caiam 12,48%. Já os papéis do Banco Santander (SANB11) acumulavam perdas de 12,88%.

No mesmo período, o Ibovespa, principal índice da B3, tinha ganhos de 0,76%.

O valor de mercado dos quatro bancos até o dia 6 de maio de 2021 era de R$ 696,7 bilhões, uma queda de 26,8% em relação a máxima da série que ocorreu em dezembro de 2019, quando os bancos chegaram a R$ 951,8 bilhões de valor de mercado.

Dividendos e JCP

O volume de dividendos e juros sobre capital próprio (JCP) distribuídos pelos quatro bancos neste trimestre é de R$ 18,1 bilhões.

O Santander é o banco com maior volume de proventos distribuídos no 1º trimestre de 2021, na ordem de R$ 9,848 bilhões. Superando a soma dos concorrentes Bradesco, Itaú e Banco do Brasil que juntos acumulam proventos de R$ 8,35 bilhões.